Sem tristeza

A COLUNA DE RAFAEL HOLANDA

Quando a tristeza lhe fizer companhia, e o sol abrasador da saudade emitir acordes de uma canção composta de doces memórias; saiba compreender a força da vida e siga adiante mesmo assobiando a musica, e vivendo por caminhos que te levem a paz.

Não se destitua das forças, por se encontrar abaixo da linha da solidão, e aprenda com o mar que, por sua galhardia, se colocou um pouco mais baixo que o rio, para receber as suas doces águas.

Experimente perdoar sempre, mesmo diante das falhas alheias, pode ser que, em determinado momento, possamos necessitar do tempo de receber; responda aos contratempos com um sorriso mais amplo para os que compartilham a vida.

Melhore os seus conhecimentos, aprendendo que, em cada instante, uma mão necessita de outra, e as duas poderão compor, inclusive, uma canção.

Enxugue lágrimas e sossegue o silêncio da irritação nas horas amargas, trazendo a brisa que acalma e amansa o ódio.

Diante de alguém de quem recebeu ofensas, medite no valor de que esta pessoa se reveste para os outros, e esqueça qualquer motivo de mágoa que tenha chegado ao coração. 

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *