O Atlético precisa se tornar um clube de futebol

A COLUNA DE REUDESMAN LOPES FERREIRA

O Atlético é um time de futebol. Time de futebol, no meu entendimento é aquele grupo que se forma apenas para as competições, exemplo: Torneio, Copa, Campeonato. Você duvida? Se não, digo que como um democrata, respeito a sua opinião. Se sim, você, meu caro leitor, entra no grupo daqueles que como eu estão a sonhar uma mudança de postura do nosso representante no futebol paraibano.

De uma coisa todos nós somos sabedores. O Atlético Cajazeirense de Desportos é o time Mais Querido e Amado do Sertão Nordestino e, basta um evento, pelo mais simples que seja, mas, que seja atleticano, logo vemos o seu gigantismo.

Em cima de todas estas constatações é que ouso falar e lutar para que o mais rapidamente possível, possamos mudar de time de futebol para clube de futebol. Mas, o que falta? Falta-nos entender que não dá mais para ficarmos, todos os anos, final de temporada quando se encerra o campeonato paraibano, juntarmos todos os materiais do time, colocarmos dentro de um saco, darmos um nó e somente voltarmos a desatar esse mesmo nó, no ano seguinte.

Não tem mais quem aguente, todos os inícios de temporadas, sairmos juntando jogadores para formarmos o nosso time. Também, nos falta uma coisa fundamental e, entendo-a como a mais importante, ela se chama uma diretoria permanente, com um presidente, vice presidente e outros cargos que ficarão a depender do estatuto do clube.

Em resumo, para o Atlético Cajazeirense de Desportos deixar de ser um time e se tornar um clube de futebol é necessária uma continuidade e que não estejamos todos os anos passando por um vexame danado para se saber se o Atlético vai ou não participar do campeonato e quem de fato vai ser o seu presidente.

Amigos, o Atlético já é um setentão, desde 1948, como se carrega em logos que o identifica, é muito tempo. Então, essa bandeira aqui levantada pelo colunista, um apaixonado pelas coisas de Cajazeiras e mais especificamente pelo Trovão Azul do Sertão, merece ser entendida e mais que isso, buscada.

Cajazeiras e a região possuem um potencial muito forte em termos de futebol, precisamos explorar isso, estamos vendo os nossos meninos, futuros craques, sendo levados para os clubes do sul do país e nós do Atlético, vendo isso passivamente sem levantar sequer a possibilidade de realização de um trabalho de base, pelo contrário, a cada temporada estamos trazendo um “monte” de jogadores que em sua maioria chegam sem a menor condição física e técnica, e as vezes moral, de vestir a camisa do Mais Querido do Sertão. Ora de cuidar do Atlético.

BASE O professor Bruno Albuquerque coordenador da 2ª Copa de Futsal Nossa Senhora de Lourdes, realizou congresso técnico com vistas a realização deste evento a ser realizado no dia 1de dezembro e que terá equipes nas categorias: Sub 7, 9, 11, 13 e 15. A competição visa propiciar o intercâmbio deste trabalho de base que ora se realiza em Cajazeiras e várias cidades do alto sertão paraibano. Além disso, vai aumentando o crescimento do salonismo e trazendo novos jogadores para as equipes que disputam competições em outras categorias, são novos valores que estão chegando ao Futsal local e regional.

OTIMISMO O presidente do Atlético Cajazeirense de Desportos, Harley Lira é só otimismo para a formação do time atleticano que disputará o Paraibano 2019. Treinando em São Paulo sob a orientação de Ederson, o mandatário do Trovão confirma que o time vem forte. A data de apresentação em Cajazeiras, apesar de ainda não confirmada oficialmente pelos dirigentes, seria 15 de dezembro. Enquanto isso, em Cajazeiras, a nação do Mais Querido do Sertão vive momentos de expectativa antes do anuncio dos jogadores que defenderão o nosso representante.

BOLA DENTRO  Para a torcida do Palmeiras em Cajazeiras. Apesar de pequena, estão prometendo muito barulho na festa de comemoração pelo titulo do Campeonato Brasileiro 2019. Tem até promessa de carreata. NOTA 10!

BOLA FORA  Para a possibilidade de mais uma bela confusão no futebol paraibano. Auto e Desportiva postulam as suas permanências na divisão de elite do nosso futebol. E haja tapetão. NOTA 0!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *