Estudante é condenado pelo Tribunal do Júri por matar colega no Colégio Comercial


O Tribunal do Júri de Cajazeiras se reuniu na quinta-feira (28/02) e condenou a 17 anos e dois meses de cadeia em regime fechado José Hyarlley Lopes de Sousa, 27 anos, acusado de matar dentro da Escola Estadual Monsenhor Constantino Vieira (Colégio Comercial) o seu colega de classe Renato Torres de Oliveira, 21 anos. O crime ocorreu na tarde de 21 de junho de 2011.

Renato cursava o 3º ano e foi morto dentro da sala de aula durante uma confusão com Hyarlley, que o matou a facadas. De acordo com informações, os dois envolvidos eram muito amigos, faziam parte de um grupo de igreja e tocavam violão juntos.

Os amigos começaram a brigar por conta de uma namorada. O desentendimento começou em maio do mesmo ano, em uma festa que aconteceu na cidade. Na segunda-feira (20), eles voltaram a se desentender e isso motivou o acusado a levar uma faca para a escola. O acusado fugiu pela janela da sala de aula.

De acordo com informações, Hyarlley, acusado pelo crime, se entregou na Delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras, dizendo ao delegado de plantão que o prendesse, pois ele havia matado um colega no colégio. O jovem, atormentado, disse ainda que era melhor ser preso a ter que voltar para casa naquela situação.

COM INFORMAÇÕES DO BLOG DO ANGELO LIMA

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *