E agora?

A COLUNA DE REUDESMAN LOPES FERREIRA

Marcada para o dia 29 deste, as eleições que deverão indicar o novo presidente ou a nova presidenta da Federação Paraibana de Futebol, terá até está data muitas “coisinhas” a serem resolvidas pela comissão que coordena esse pleito.

Explico: Havia o entendimento de muitos que, conforme consta no estatuto da Federação Paraibana de Futebol, que dificilmente Eduardo Araújo teria uma chapa concorrente à sua, mas, na quarta feira dia 19, último dia de inscrição, Michelle Ramalho, conseguiu com o apoio do Treze, o registro da sua candidatura e, claro, da sua chapa. Acontece que, dois clubes profissionais e um amador, assinaram tanto à inscrição de Michelle quanto de Eduardo Araújo, tem mais, a Desportiva Guarabira, não consta como apta para votar no dia 29.

Quer mais? Os dois clubes que assinaram os dois registros dos candidatos, conforme o estatuto da FPF, podem e devem perder o direito de votar. Concluindo essa primeira parte, digo, a bagunça está formada e lá vai o pobre e falido futebol paraibano ganhar as manchetes da imprensa local e nacional, de forma bastante negativa. Para este futebol que está metido e a espera do “finalmente” da Operação Cartola, o momento volta a ser de muita tristeza por parte de todos os futebolistas do nosso estado.

A chapa de Michelle Ramalho ainda tem a perpetuação no poder de parentes de ex gestores do futebol paraibano, o que nos causa surpresa pelo discurso que vinha sendo feito pela candidata a presidência. Agora, o que me causou surpresa, foi a Liga Cajazeirense de Desportos assinar a chapa de Michelle, isso vendo que na chapa concorrente está um filho desta terra como candidato a vice, mas, o voto é livre e secreto e cada um vota conforme as suas convicções.

O certo é que até chegar o dia 29 e, olhe lá, até neste dia de eleição, muita “água vai rolar debaixo desta ponte negra que se chama futebol paraibano”. A torcida de todos nós que queremos ver uma eleição limpa, sem vícios, é que a comissão eleitoral faça prevalecer o que realmente manda a legislação, chega de tanta falta de esperança de nós brasileiros quanto às nossas instituições em todas as suas instâncias.

O futebol paraibano precisa e merece ser levado a sério em respeito, organização e desempenho, isso é o que nos move a ter fé que um dia alguém possa limpar toda a sujeira que se acumulou. A Federação Paraibana de Futebol precisa dar e ser exemplo, não pode jamais fabricar campeões, isso é que exigimos, muito embora ainda estejamos a esperar os resultados finais da Operação Cartola.

DELICADA A Liga Cajazeirense de Desportos me surpreendeu quando vendo matéria na imprensa esportiva do estado, havia assinado com a chapa de Michelle em oposição a Eduardo e consequentemente Arlan Rodrigues, cajazeirense e ex-presidente do Conselho Deliberativo do Atlético Cajazeirense de Desportos. Informado que fui sobre o acontecido, o fato é que essa assinatura é bem anterior ao lançamento da chapa de Arlan, neste momento, a Liga Cajazeirense de Desportos está tentando reverter a assinatura e apoiar a chapa que tem o cajazeirense como um dos vices candidatos. Resumindo, essa tentativa vai depender da apreciação da Comissão Eleitoral da Federação Paraibana de Futebol. A eleição vai acontecer no dia 29 deste mesmo mês.

MUSEU DO FUTEBOL Desportistas que estão visitando o Casarão dos Sobreiras e vendo como anda o processo de instalação do Museu de Cajazeiras, estão entendendo que seria importante e por demais interessante que pela quantidade de relíquias históricas existentes e não expostas com relação ao memorial do futebol desta cidade, acontecesse um movimento da sociedade da terra do Padre Rolim que se manifestasse favorável à construção de um Museu do Futebol de Cajazeiras. Essas pessoas inclusive até opinaram quanto ao local que seria o adequado à construção, a opinião é que ele seja instalado no Estádio Higino Pires Ferreira que é berço histórico do nosso futebol.

BOLA DENTRO Para o número de escolas e estudantes que estão visitando o casarão dos Sobreiras e observando o memorial do nosso futebol. Gratificante observar que jovens estão interessados em conhecer a nossa história. NOTA 10!

BOLA FORA Para a briga que está rolando pelo poder da Federação Paraibana de Futebol. Pelo desenrolar, muita coisa acontecerá até o dia 29 quando se saberá quem comandará os destinos do nosso pobre futebol paraibano. NOTA 0!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *