Delegado de Cajazeiras descobre esquema fraudulento em contas bancárias de Iguatu (CE)


O delegado regional de Polícia Civil de Iguatu, Marcos Sandro Nazaré de Lira, concluiu nesta terça-feira, 11, inquérito que apura esquema fraudulento de empréstimo por meio de Internet, utilizando contas bancárias em Iguatu. Foi quase ano de investigação.

O inquérito tem cerca de duas mil paginas e inclui 30 procedimentos policiais que resultaram no indiciamento de 48 pessoas por crimes de receptação e duas por crimes de estelionato. Os dois acusados de ser o cabeça do esquema são Demutier Gonçalves de Oliveira Júnior e Antônio Marcos Leôncio da Silva.

A investigação começou quando a Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu começou a receber dezenas de ofícios de vários estados brasileiros, informando que contas de agências bancárias de Iguatu estavam recebendo depósitos fraudulentos de vítimas de estelionato. Há queixa oriunda de São Paulo, Mato Grosso do Sul e de outros Estados.

“A investigação concluiu que foram criados na internet, sites ‘Fantasmas”, que ofereciam empréstimos a pessoas de todo o país, quando as vítimas, aqueles interessados, acessavam a página, eram orientadas a preencherem formulários que geravam falsos empréstimos”, explicou o delegado, Marcos Sandro Nazaré de Lira, que é natural de Cajazeiras (PB). “Em seguida, essas vítimas depositavam taxas administrativas, sob a promessa de liberações de empréstimo”.

As pessoas desconfiaram que eram vítimas de golpe mediante a demora na liberação das quantias e diante de pedidos de novos depósitos por parte dos estelionatários. As quantias dos depósitos giravam entre R$ 300,00  a R$ 1.200,00.

Através de levantamentos do delegado regional Marcos Sandro e do escrivão Jeimison Oliveira, a Polícia conseguiu rastrear as contas que eram receptáculos dos depósitos. Os proprietários foram notificados e indiciados por crimes de receptação.

Nos depoimentos, os acusados de ceder as contas para os depósitos contaram ao delegado que houve solicitação mediante pagamento de 10% dos valores por parte Demutier Gonçalves de Oliveira Júnior e Antônio Marcos Leôncio da Silva. “Nós apuramos que o caso se relaciona com quantias recolhidas para pagamentos de apostas de jogos do Bets”, observou o delegado.

O delegado Marcos Sandro Nazaré de Lira disse que os dois acusados de liderar o esquema criminoso – Demutier Gonçalves e Antônio Marcos Leôncio – em depoimento, confessaram que movimentaram as contas para pagamentos de premiações do jogo ‘Bets’ e citaram os nomes de outras pessoas, as quais estão sendo investigadas em outros procedimentos instaurados na Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu.

Os procedimentos policiais serão encaminhados ao Fórum de Justiça de Iguatu para oferecimento de denúncias por parte do Ministério Público do Estado do Ceará. O delegado Marcos Sandro ressaltou que novas contas estão sob investigação e sendo monitoradas.

COM INFORMAÇÕES DO DIÁRIO DO NORDESTE

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *