A Faisqueira do Gazeta


Sem prestígio   Um cidadão ao tomar conhecimento de que todos os padres da Diocese de Cajazeiras estariam fazendo retiro numa cidade de Pernambuco, no dia consagrado a Padre Rolim, responsável pela criação desta Diocese, comentou: “é lamentável esta ausência e visível a falta de empenho da igreja até mesmo em tentar localizar onde está sepultado o Padre Rolim na Igreja Matriz”.

Celebração   Tentando “corrigir” a falha, em bom tempo, convidaram o Bispo Emérito Dom Matias Patrício de Macedo para celebrar a tradicional missa do “Dia da Cidade” em louvor ao Padre Rolim pela passagem dos seus 217 anos de nascimento. Nas cinco paróquias da cidade quantos padres são cajazeirenses?

Rumo a Brasília   O ex candidato a deputado federal Antonio Gobira viajou para Brasília “montado” em 50 mil votos tirados na última eleição, mas não foi eleito. Está “buscando” um novo partido para se filiar. Poderá ser candidato a deputado federal, mas será que o fenômeno eleitoral “Gobira” vai se repetir?

Cobranças   Os desportistas de São José de Piranhas estão cobrando do prefeito Chico Mendes um olhar de carinho para o tradicional Estádio Marconi Cruz de Lacerda, que segundo eles, está com sua murada por terra, o alambrado desapareceu, as cabines de rádio foram transformadas em sanitário e as arquibancadas estão servindo de ponto de drogas. O ex-prefeito Luis Alberto (in memorian), lá do céu agradeceria.

Efeito contrário   Alguns correligionários do prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, acham que os constantes “ataques” e críticas que ele tem feito a ex-prefeita Denise Albuquerque já estariam na hora de dar uma parada. Dizem: talvez, o “silêncio” seria bem melhor e abolir as lembranças. Já dizia Dom Helder Câmara: “pelo o amor de Deus: falem de mim, nem que seja de mal, pra que eu não seja esquecido”.

Tocando fogo   Comenta-se nos bastidores que o prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir, deveria colocar um dos ouvidos à disposição de pessoas que têm feito críticas construtivas da sua gestão, porque se deixar os dois à disposição dos puxa-saco e dos bajuladores de plantão poderá aumentar o índice de rejeição de sua popularidade. Tem gente querendo tocar fogo no circo e ampliar a briga com as oposições.

Pondo terra no negócio   Todo cajazeirense tem conhecimento da luta para se efetivar a construção e a homologação do seu aeroporto, mas infelizmente tem aparecido umas aves agourentas que só desejam ver  a desgraça e fica postando nas redes sociais noticias infundadas desmerecendo o que foi conseguido com tanta luta. Os que assim procedem são filhos desnaturados. Longe da cidade carniça!

Cartaxada   O poeta cajazeirense Cristiano Cartaxo foi alvo de uma bela e tocante homenagem por parte de seus descendentes, na passagem dos seus 130 anos de nascimento, dentro das comemorações alusivas aos 154 anos da Emancipação Política de Cajazeiras, com direito a discurso do prefeito de João pessoa, Luciano Cartaxo, que tem a mesma origem familiar.

Discurso afinado   Com origem cajazeirense, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, fez uma fala durante a revitalização da Praça Cristiano Cartaxo onde enalteceu a cidade e seus filhos e disse se orgulhar de suas origens. Com postura de pré-candidato a governador, ainda em sua fala, externou o seu desejo de voar mais alto.

Padre Rolim   O grande mestre e padre Inácio de Sousa Rolim (1800-1899), possuía o que considerava ser o seu maior tesouro: os livros, mas teve parte deles “surrupiado” por um “estrangeiro” que o visitou. Nem padre Rolim escapou da ação dos ladrões. Morreu se lamentando deste fato.

Coronel Peba   A história de Cajazeiras registra que o Coronel Peba era um dos homens mais afortunados da cidade. Comenta-se que usava o famoso porão de sua mansão para acumular nos cantos das paredes montanhas de dinheiro em moedas, que eram colocadas em sacos de estopa, com uma pá, e transportadas em lombos de burros para Mossoró para comprar mercadorias. Ainda hoje é visível esta riqueza, herdada por um único filho: Dr. Zuca Peba de saudosa memória.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *