A Asa Sul de Cajazeiras


PEDRA DO GALO

Quase tudo que se diz e mostra sobre nossa amada Cajazeiras tem relevância para nós. O vídeo que apresentamos a seguir é um dos melhores que já vi. É duro, sincero, objetivo, real e resgata pessoas, histórias e o espírito cajazeirense.

Aguinaldo Rolim é o coordenador desse vídeo e, junto com Neco da NPR, faz entrevistas com diversos personagens na nossa Asa Sul da cidade.

O vídeo tem de tudo: lugares, pessoas e música. Deduz-se que o vídeo é da época de Vituriano prefeito (final dos anos 80). Aqui, desfilam DudéNóiaZeca (que chegou a ter até 40 mulheres na ‘pensão’ – Lilia aos 16 anos morou com ele – e faz uma crítica aos radialistas de Cajazeiras), Lilia das Mangueiras, Daniel Seresteiro (que fala do tempo de Ciço Conrado, da Bodega de Ioiô, além de cantar as músicas ‘Ela Disse-me Assim’,’Quem Sou Eu’, ‘Lábios que Eu Beijei’, e responde à singela pergunta: o que é cantar no cabaré?). Tem ainda a velha palha, o Beco da Facada, Chica Pinote, Nenen de Sérgio, a primeira casa da antiga rodagem -estrada de Jatobá, a pedra do galo, o velho cruzeiro ou pedra grande, a boca do lixo, velhos cabarés da palha, que nas noites de sexta, sábado e domingo tinham o forró de Zeca, de LiliaFirmino, Zé Soldado. Em Lilia tocava o conjunto de Chico Bembem; em Zeca, a animação era com Daniel, Moisés e Rubens, e em Firmino tocava o Tigre Negro (Chicão e Zé Marcelino). Tem o lajedo – lajeiro – da palha, Dona Tidinhasoldado Zé Maia, o Clube Estalo (boate na rua da palha), Nicinha, e Alberto da Padaria. Tem seu Lauro Menezes, pai de Laurenito NóiaLourdes Rouca etc. Muito bom o vídeo.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *